Acesse o currículo LATTES

e-mail: silvanascarinci@yahoo.com.br

Silvana Scarinci estuda a música do século XVII, principalmente a música vocal italiana, sob perspectivas interdisciplinares, com ênfase em literatura, gênero e a tradição clássica. Recebeu bolsa da FAPESP e FAPEMIG do mestrado ao pós-doutorado, com estágio na Scuola di Paleografia e Filologia Musicale da Universitá di Pavia, Cremona, Itália. Seu livro e CD Safo Novella: uma poética do abandono nos lamentos de Barbara Strozzi (Veneza, 1619 – 1677) (EDUSP e ALGOL editoras, 2008) recebeu excelente aceitação da crítica especializada. Paralelamente às atividades teóricas de musicologia, é uma ativa alaudista, dedicando-se principalmente aos repertórios dos séculos XVI e XVII inglês, italiano e francês. Dirige cantores em diversas formações vocais, do madrigal elisabetano à ópera italiana do século XVII, com ênfase em Monteverdi e Cavalli.
Silvana tem se dedicado com sucesso à apresentação de palestras-concertos, destacando-se uma palestra sobre Barbara Strozzi ao lado de Marília Vargas, na McGill University, Canadá, em junho de 2007.
Em 2001, fundou o grupo Anima Fortis. Este grupo, especializado em música escrita por mulheres do período Barroco, foi premiado pela associação norte-americana Early Music América em 2002. O grupo apresentou-se no Bloomington Early Music Festival (2001, Indiana) e Berkeley Early Music Festival (2002, Califórnia).
Tem participado de várias produções de ópera barroca e outras grandes formas do período, destacando-se A paixão segundo São João de J.S.Bach (The Bloomington Chamber Singers, USA), I lavori d’amore persi (retirado da obra dramática de Claudio Monteverdi sob a direção de Nigel North, USA), Dido and Aeneas (direção de Abel Rocha, SP) e La liberazzione di Ruggiero della Isola de Alcina de Francesca Caccini (direção de Elimar Machado, Londrina). Por três anos consecutivos foi professora da cadeira de alaúde no Festival de Música de Londrina, vindo a dirigir, ao lado de Marília Vargas e Pedro Novaes, uma montagem do primeiro ato da ópera l’Orfeo de Claudio Monteverdi. Foi professora e concertista no 40º. Festival de Inverno da UFMG em Diamantina, MG. Durante dois anos foi responsável pela cadeira de História da Música na Escola Municipal de Música de São Paulo e em 2007 e 2008 ministrou cursos sobre Música Barroca na graduação e pós-graduação da escola de Música da UFMG, com uma bolsa de pós-doutorado da FAPEMIG. A partir de 2009 tornou-se professora contratada pela escola de música da UFPR.
Sob a direção de Nicolau de Figueiredo, apresentou um concerto com obras do Oitavo Livro de Madrigais de Claudio Monteverdi junto a Victor Torres, Sérgio Alvares e a Camerata Antiqua de Curitiba. Em 2007 fez parte da montagem de l’Orfeo de Monteverdi no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, sob a direção de Marcelo Fagerlande. Foi uma das organizadoras da I e II Semana de Música Antiga da UFMG em novembro de 2007 e 2009, respectivamente, e coordenadora artística da série Música Antiga no Casarão em Campinas, 2008.

Projeto de ensino, pesquisa, extensão:

“Música Antiga na UFPR”
Responsável: Silvana Scarinci

Datas de início e término:
Periodicidade anual, acontecendo de março a dezembro.

Objetivos:
Fomentar a produção de música historicamente informada na UFPR através de concertos e óperas barrocas.

Métodos:
Estudo, pesquisa e performance de repertório antigo (renascimento e barroco)

Recursos:
Do Departamento de Artes, do SCHLA, da PRPPG, de editais disponíveis dentro da UFPR; editais externos; Leis de incentivo à cultura, etc.

Cronograma:
março: levantamento de repertório;
abril a setembro: estudos teóricos e práticos do repertório em questão;
outubro a novembro: apresentações e colóquio internacional.